Informação e conhecimento, tudo ao seu alcance!

O que é Terapia Cognitivo Comportamental (TCC)

O que é Terapia Cognitivo Comportamental (TCC)

Seu caráter educativo tem mostrado ótimos resultados no tratamento de diversas psicopatologias.

A Terapia Cognitivo Comportamental (TCC) é uma das psicoterapias mais reconhecidas no meio científico, atualmente. Ela tem um caráter educativo e orientado pautado em uma abordagem direta, focada e colaborativa entre profissional e paciente, que tem mostrado ótimos resultados no tratamento de diversas psicopatologias como depressão, ansiedade e transtorno obsessivo compulsivo (TOC). 

A Terapia Cognitivo Comportamental se fundamenta em conceitos básicos do Modelo Cognitivo, como:

1. Pensamentos automáticos

2. Crenças intermediárias

3. Crenças nucleares

 

Como atua a Terapia Cognitivo Comportamental

Para compreender os papéis desses conceitos dentro das psicopatologias, é necessário entender como o comportamento é formado através da perspectiva desse modelo. Aqui ele nasce da interpretação que a pessoa tem dos estímulos provenientes do meio, ou seja, da maneira que ela enxerga o mundo. Assim, se há uma anormalidade nessa interpretação, a consequência é o surgimento de um comportamento fora da normalidade. 

Essa interpretação é fruto da conexão entre diversas funções como memória, atenção e associação de informações. E por essa razão sofre grande influência de experiências vivenciadas, principalmente da infância.

A interpretação é capaz de gerar pensamentos, ideias e comportamentos, também conhecidos como padrões cognitivos. Esses padrões, por sua vez, se estruturam em três níveis. As crenças nucleares que são provenientes da associação de fatores genéticos e ambientais, são profundas e se relacionam com o conteúdo do inconsciente; as crenças intermediárias que são frutos da consciência e baseiam-se em regras criadas para adaptação ao meio; e os pensamentos automáticos que são incontroláveis, espontâneos e carregam em si uma resposta emocional ao estímulo vivenciado.

Nas psicopatologias ocorre uma anormalidade nesses padrões cognitivos por uma má interpretação situacional, o que resulta em distorções do pensamento e ideias e comportamentos não adaptativos.

A Terapia Cognitivo Comportamental (TCC) atua exatamente sobre os pensamentos e comportamentos anormais apresentados pelo paciente, ofertando técnicas e estratégias que permitam que ele, de forma ativa, possa lidar com esses pensamentos.

 

Receba notícias em seu e-mail todo mês

 

Qual o objetivo dessa terapia?

Identificar comportamentos não adaptativos e pensamentos disfuncionais, bem como as crenças e sentimentos associados a eles, e oferecer o apoio educacional necessário para que o paciente possa reestruturá-los.  Assim, tendo uma melhor qualidade de vida, redução de sintomas e remissão da doença.

 

E como ela é feita? 

Em uma sessão de Terapia Cognitivo Comportamental (TCC), o psicoterapeuta tem um papel ativo iniciado na investigação de padrões, pensamentos e reações disfuncionais apresentados pelo paciente. Para isso é necessária uma avaliação detalhada de sua história, com foco em aspectos pessoais, antecedentes médicos, quadro manifestado e análise do humor, além de identificação de situações gatilho e reações emocionais associados a elas. 

Uma relação de confiança é fundamental para o desenvolver de todo processo terapêutico.

Em cada sessão o paciente deve ter seu humor avaliado, assim como deve ser questionado quanto aos seus sentimentos acerca das sessões anteriores. 

O trabalho do psicólogo é ajudar o paciente a compreender a própria doença,  a enxergar os padrões cognitivos disfuncionais em sua vida e como lidar com eles. É uma terapia educativa, em que a pessoa recebe o alicerce necessário para perceber a incoerência e irracionalidade de pensamentos automáticos alterados e comportamentos não adaptativos, exagerados e disfuncionais, derivados de crenças fora da normalidade. 

Esses aspectos são trabalhados através de técnicas de distanciamento (questionamento da validade de crenças e pensamentos), descentralização (percepção de que a pessoa não é o centro de todas as coisas), reatribuição (mudança de foco) e descatastrofização (compreensão de que o mundo não conspira contra a pessoa). O paciente aprende a mudar aspectos dos padrões cognitivos para que possa alterar o comportamento disfuncional. 

 

Artigos Relacionados

 

Para quem é indicada?

Não há restrições de idade e tem mostrado-se bem sucedida no tratamento de Depressão, Ansiedade, TOC e fobias específicas.

 

Como a Terapia Cognitivo Comportamental (TCC) auxilia nas psicoterapias? 

As diversas técnicas de manipulação dos padrões cognitivos e comportamentais, mudanças de foco e reestruturação de pensamentos ajudam a reduzir os sintomas das psicopatologias, causam remissão do quadro clínico e estimulam a qualidade de vida. Seus impactos são muito positivos na redução do sofrimento e promovem a restauração da funcionalidade social, profissional e cotidiana do paciente.

 

A Clínica Marcelo Parazzi

Além de se fundamentar na Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) e oferecer todo o tratamento tradicional por meio de psiquiatras, psicólogos e psicanalistas para tratar a depressão e outros transtornos, a Clínica Marcelo Parazzi também dispõe de Terapia Holística, que desenvolve estratégias terapêuticas como Reiki, Yoga, Meditação, Constelação Familiar e Mindfulness (Consciência plena), para auxiliar no alcance de melhores resultados nos tratamentos dos pacientes, que são, comprovadamente, grandes aliados na recuperação desses indivíduos.

Agende sua primeira consulta. Ela é gratuita e pode ser realizada via skype.

Quer saber mais sobre a Terapia Cognitivo Comportamental, ou ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco. Será uma prazer ajudar!