Informação e conhecimento, tudo ao seu alcance!

Terapia à distância: como a prática pode ajudar durante a pandemia

Terapia à distância: como a prática pode ajudar durante a pandemia

Recurso pode auxiliar pessoas passando por momentos de grande fragilidade e anseios.

Desde que foi necessário aderir ao isolamento social para conter a disseminação do coronavírus, os atendimentos de saúde presenciais tiveram que ser substituídos pelas consultas online.

Para a psicoterapia não foi diferente. O segmento também passou a oferecer a terapia à distância por meio de videochamadas via WhatsApp, Skype ou até mesmo ligações.

 

Desde 2018

Essa prática está liberada desde 2018 pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP), sendo necessário que o profissional informe ao órgão que o atendimento não será feito de forma presencial. Tanto a Federação Brasileira de Psicanálise (Febrapsi) quanto o Conselho Federal de Psicologia reconhecem o atendimento online como modalidade possível e recomendada neste momento.

 

Terapia à distância

Na terapia online o profissional segue as mesmas linhas do atendimento presencial, todos os cuidados e segurança em relação ao paciente são seguidos. Entretanto, o recurso pode ajudar ainda mais pessoas que estão passando por momentos de grande fragilidade e anseios.

A modalidade utiliza os mesmos recursos, pois o vínculo estabelecido e o acolhimento não mudam, assim como todo feedback, intervenção, palavra e troca entre paciente e profissional.

Os exercícios para casa, muito comuns nas terapias cognitivas, também são mantidos, pois os pacientes recebem normalmente os arquivos pelas plataformas de atendimento, ou via whatsapp e e-mail. 

 

Artigos Relacionados

 

Quem já fazia tratamento

É importante que toda pessoa que antes já fazia tratamento presencial continue com as sessões, mesmo que online, pois não é recomendável interromper o tratamento e seguir sem orientação profissional.

Se a necessidade já estava presente antes da pandemia, em alguns casos, ele se tornou ainda maior após o início do isolamento. 

 

Quem não fazia tratamento antes

O mesmo vale para as pessoas que estão em busca de ajuda ou que já tinham interesse antes das consultas presenciais terem sido suspensas. É justamente nesta fase que não se deve desistir, nem ignorar os sintomas. 

Mesmo quem nunca fez terapia tem acesso a serviços oferecidos, remotamente, por profissionais da saúde mental neste momento, com sessões pontuais. Basta buscar pelo que mais se adequa à sua necessidade.

 

Dicas importantes

Confira algumas dicas importantes que as duas associações listam para o período, quando estiver em atendimento pelo profissional:

 

Manter uma rotina de atendimento

É importante seguir uma rotina com duração, dias e horários fixos para as sessões acontecerem, de preferência seguindo as mesmas regras praticadas nos encontros presenciais.

 

Local tranquilo

Escolha um lugar tranquilo, confortável e reservado para que as sessões aconteçam. Lembre-se de que o atendimento terapêutico deve ser um processo sigiloso e não é para ninguém ficar ouvindo a sua sessão.

 

Receba notícias em se e-mail todo mês

 

Sem interrupções

É fundamental que durante a sessão, não haja interrupções de outras pessoas. O recomendado é que a pessoa converse com a família para que, no momento, possa estar sozinha e livre de estímulos externos.



Dispositivos para a sessão

Antes de começar a sessão, verifique a ferramenta a ser utilizada (telefone, Skype, Zoom Metings ou outra), teste-a e certifique-se também sobre a estabilidade da internet.

 

Atendimento com crianças

Atendimentos com crianças são mais delicados e exigem o consentimento expresso de, pelo menos, um dos responsáveis legais. Caso sejam pequenas e sem muita autonomia, é muito importante contar com o apoio dos pais durante o atendimento. Entretanto, é imprescindível que estes respeitem e não invadam ou atrapalhem a atuação do profissional. 

 

Clínica Marcelo Parazzi

A Clínica Marcelo Parazzi também oferece a terapia à distância para os mais diversos transtornos comportamentais, realizando psicoterapias, prevenção a recaídas e orientação familiar, seguindo a mesma linha do atendimento presencial.

Os exercícios terapêuticos para esses pacientes são enviados normalmente via, WhatsApp, e-mail, Skype, entre outros, utilizando sempre ferramentas objetivas e práticas terapêuticas, que não deixam nada a perder para o atendimento presencial.

 

Agende sua primeira consulta. Ela é gratuita!