Faça seu contato, Estamos prontos para te atender!

Fale Conosco

Preencha os campos abaixo e envie suas dúvidas, críticas e sugestões:

PERGUNTAS FREQUENTES

Qual a diferença entre: Internação voluntária, involuntária e compulsória?

A internação voluntária é aquela em que o cliente deseja se tratar de sua dependência em nível grave, assim ele está pronto para iniciar sua recuperação.

A involuntária é aquela em que o indivíduo em quadro grave de dependência e, portanto, correndo risco de vida, não compreende ao certo sua doença e não entende a necessidade de tratar-se.

Neste momento, com auxílio profissional, a família intervém pela vida deste membro. Já a compulsória, se dá quando um indivíduo em estágio grave recebe por algum motivo uma determinação judicial (de um juiz de direito) para ser internado mesmo contra a sua vontade.

Qual a diferença entre: Psiquiatra, psicólogo e psicanalista?

As semelhanças e diferenças entre esses profissionais são complexas e como não é nosso objetivo abarcar essa complexidade aqui, faremos uma diferenciação grosso modo.

Basicamente o psiquiatra será o profissional responsável por medicar um paciente que em sua avaliação, necessite de determinado acompanhamento medicamentoso.

O psicólogo será o profissional que trabalhará a partir de sua abordagem, os conflitos psicológicos mais conscientes e comportamentais do cliente.

Ele procurará ir à raiz dos conflitos da pessoa e em conjunto com ela, traçar estratégias e possibilidades de mudanças e consequentemente de melhorias em sua qualidade de vida.

O psicanalista trabalhará essencialmente com as manifestações inconscientes de um sujeito. Auxiliando a pessoa a compreender as raízes de seus conflitos e consequentemente promovendo mudanças que auxiliem a pessoa.

A Clínica Marcelo Parazzi atende por convênio médico?

Nosso atendimento é essencialmente particular, porém, pensamos em formas exclusivas de facilitar o seu investimento em nossos projetos terapêuticos.

Qual a abordagem psicológica utilizada na Clínica Marcelo Parazzi?

É a Terapia Cognitivo-comportamental (TCC), uma abordagem moderna, eficaz e objetiva.

Como funciona a Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC)?

Esta é outra pergunta que demandaria uma resposta complexa, mas como não é nosso objetivo neste primeiro momento, grosso modo, a TCC trabalha os níveis conscientes e pré-conscientes da mente humana, além é claro, de aspectos comportamentais.

Ela entende que ao longo de nosso desenvolvimento construímos ou absorvemos as chamadas crenças centrais (distorcidas no caso).

Quando estamos diante de algum acontecimento, tais crenças comandam a nossa forma de interpretar tal fato.

Se a crença é disfuncional (negativa e/ou distorcida), logo meu pensamento será disfuncional também.

A partir de um pensamento distorcido nossa mente gera um sentimento (emoção) conectado a ele, ou seja, distorcido também. E no final dessa cadeia, teremos o comportamento que seguirá as diretrizes dos pensamentos e de seus sentimentos, ou seja, provavelmente serão comportamentos problemáticos.

A partir disso, derivam uma série de outros problemas ou dificuldades que se não tratados, podem gerar muita dor e sofrimento ao indivíduo e também as pessoas que o cercam. Então será nessas questões que incidirá a TCC.