Informação e conhecimento, tudo ao seu alcance!

Por que escolher uma clínica que utiliza Terapia Cognitivo-Comportamental para tratar depressão?

Por que escolher uma clínica que utiliza Terapia Cognitivo-Comportamental para tratar depressão?

Uma metodologia orientada que leva o paciente a ter um papel ativo no próprio processo terapêutico.

A depressão é um transtorno de humor que pode acometer um indivíduo de forma avassaladora e causar em sua rotina e em seus vínculos, significativas perdas e danos, desta forma, necessita de apoio profissional e uma série de técnicas que auxiliarão a pessoa a sair dessa condição limitadora em diversos sentidos.

Uma das abordagens utilizadas para tratar a depressão é a Terapia Cognitivo-Comportamental, que oferece resultados efetivos no tratamento  por levar o paciente ao alívio de sua angústia e a melhora psicológica e comportamental gradativa.

 

A Terapia Cognitivo-Comportamental

A Terapia Cognitivo-Comportamental segue uma metodologia educacional e orientada que leva o paciente a ter um papel ativo no próprio processo terapêutico. É uma terapia que desdobra-se de maneira focal a partir da identificação de padrões cognitivos disfuncionais, crenças irracionais e comportamentos não adaptativos, para que, posteriormente, possa atuar na reestruturação desses elementos em prol do bem-estar do paciente.

Ao se basear no Modelo Cognitivo, a Terapia Cognitivo-Comportamental, também conhecida como TCC, visa alterar os padrões cognitivos irregulares presentes de maneiras distintas nos mais diversos transtornos mentais, para assim desencadear mudanças no comportamento negativo e nas respostas inadequadas às situações e fatores gatilhos associadas a eles. Um exemplo de destaque é sua grande efetividade no tratamento de pacientes com depressão.

 

Depressão

Esta é uma doença que faz com que o paciente viva em um estado de pessimismo, apatia, anedonia (perda da capacidade de sentir prazer), desânimo e baixa autoestima. Esses episódios nem sempre se apresentam de forma constante, portanto um diagnóstico preciso só é feito por um profissional.

Suas repercussões se baseiam em padrões cognitivos autodepreciativos e negativos que estão entrelaçados a uma resposta emocional negativa exagerada diante de diversas situações. O resultado disso é manifestado em pensamentos de vazio, culpa e inutilidade. A pessoa acaba se isolando e deixando de realizar suas atividades cotidianas.

 

Artigos Relacionados

 

Terapia Cognitivo-Comportamental e a depressão

Mas como a Terapia Cognitivo-Comportamental funciona com pacientes com depressão?

1. Promove o Autoconhecimento

A famosa frase "Conhece-te a ti mesmo", nascida em escritos gregos, traz em si uma valiosa lição sobre a necessidade humana de se conhecer. Ou seja, é a partir da compreensão das nuances da própria personalidade e história, que a pessoa se torna capaz de progredir e evoluir.

Assim, a TCC tem como um dos seus fundamentos, prover uma base teórica para que o paciente possa melhor compreender seu quadro clínico e repercussões provenientes do transtorno com que convive. 

 

2. Papel ativo do paciente

O terapeuta cognitivo-comportamental fornece o subsídio técnico para que o paciente seja agente transformador da própria condição.

Ele compartilha conhecimentos e ferramentas avaliativas para que o paciente encontre em si mesmo crenças disfuncionais e comportamentos não adaptativos. Isso é alcançado através de diversas estratégias de autorreflexão e autocrítica que se desonvolvem a partir da educação terapêutica. 

 

3. Relação profissional x paciente

Um dos aspectos mais importantes da TCC é a construção de um relacionamento empático e de confiança entre o profissional e seu paciente. Essa relação vai se desenvolvendo durante as sessões através de uma comunicação adequada, de uma atitude acolhedora e da preocupação constante do profissional quanto aos limites e ritmos próprios de cada paciente.

Essa empatia é muito importante, principalmente para pacientes depressivos, pois estes possuem uma interpretação excessivamente negativa das situações cotidianas, e podem se sentir traídos ou incompreendidos com mínimas atitudes sugestivas, o que apenas dificulta a adesão ao tratamento.

 

4. Identificação e reestruturação de padrões cognitivos disfuncionais 

Esses padrões cognitivos disfuncionais diferem conforme o tipo de transtorno mental e se manifestam na forma de crenças irregulares e pensamentos automáticos anormais. Na depressão, por exemplo, a pessoa tende a ter pensamentos ilusórios de que tudo em sua vida dá errado e que o universo conspira contra ela.

A TCC ajuda o paciente a identificar esse tipo de padrão cognitivo pessimista e oferece técnicas para que ele possa reestruturá-lo para benefício próprio, reduzindo o sofrimento que esses costumam causar.

 

5. Técnicas de reestruturação 

As técnicas e estratégias de reestruturação de padrões cognitivos apresentadas dentro do TCC são diversas. Algumas delas são muito efetivas no tratamento da depressão, como o distanciamento que permite que a pessoa possa avaliar 'de fora' a validade de suas crenças disfuncionais, fazendo-a refletir sobre o teor de suas reações; e a descatastrofização que permite que o paciente perceba que os acontecimentos que lhe ocorrem não são tão devastadores quanto ele tende a acreditar.

Outra técnica eficiente para diversos transtornos psiquiátricos é a mudança de foco e alteração de pensamentos disfuncionais por pensamentos mais adequados à situação vivenciada.

Para que as técnicas sejam efetivas, o psicoterapeuta deve fornecer a base para isso e o paciente deve treinar adequadamente. 

 

Receba noticias em seu email todo mês

 

6. Tratamento bem-sucedido em diversos transtornos mentais

Além da Depressão, a TCC tem se mostrado muito eficaz no tratamento de outros transtornos mentais como Ansiedade, TOC, Fobias Específicas, Transtorno do Pânico e Estresse Pós-Traumático. Justamente com o tratamento farmacológico, a TCC vem sendo cada vez mais usada para a redução de sintomas e remissão de crises.

 

A Clínica Marcelo Parazzi

Além de se fundamentar na Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) e oferecer todo o tratamento tradicional por meio de psiquiatras, psicólogos e psicanalistas para tratar a depressão e outros transtornos, a Clínica Marcelo Parazzi também dispõe de Terapia Holística, que desenvolve estratégias terapêuticas como Reiki, Yoga, Meditação, Constelação Familiar e Mindfulness (Consciência plena), para auxiliar no alcance de melhores resultados nos tratamentos dos pacientes, que são, comprovadamente, grandes aliados na recuperação desses indivíduos.

Agende sua primeira consulta. Ela é gratuita e pode ser realizada via skype.

Quer saber mais sobre a Terapia Cognitivo-Comportamental, ou ficou com alguma dúvida sobre como ela é utilizada para tratar depressão? Entre em contato conosco. Será uma prazer ajudar!