Informação e conhecimento, tudo ao seu alcance!

10 maneiras de ajudar uma pessoa em crise de ansiedade

10 maneiras de ajudar uma pessoa em crise de ansiedade

A ajuda de maneira equivocada pode causar ainda mais sofrimento.

Quando convivemos com alguém ansioso é necessário ter cuidado para não piorar o seu estado. 

Lidar com a ansiedade é um desafio diário, já que esse transtorno provoca uma tentativa de controle que, muitas vezes, antecipa situações que supostamente podem trazer sofrimento. Existem diferentes tipos de ansiedade, que podem variar de casos mais leves, até transtornos diagnosticados como patologias.

No momento de uma crise de ansiedade, a pessoa pode vivenciar sensações de medo, angústia e incerteza, que nutrem o pessimismo, fazendo com que esta só pense ou espere pelo pior.

 

Como ajudar numa crise de ansiedade?

Nesse momento, não diga que “vai passar”, nem mesmo aposte em frases otimistas para tentar animar a pessoa.

Também evite menosprezar ou amenizar a situação, como se fosse algo simples de ser superado. Nesses casos escutar mais do que falar e demonstrar preocupação são medidas que podem contribuir.

Afinal, a ajuda de maneira equivocada pode aumentar os sintomas de ansiedade e causar ainda mais sofrimento. Dessa maneira, é essencial evitar aquilo que pode atrapalhar. Veja como ajudar da maneira certa:

 

1. Deixe o otimismo de lado

Ainda que seja uma boa intenção, na hora da crise de ansiedade ninguém quer escutar frases de apoio como “tudo vai dar certo” ou “vai passar”. A pessoa ansiosa tende a se irritar ainda mais, pois interpreta como se o outro estivesse menosprezando o seu problema.

Aliás, quando se encontra em crise, o ansioso não consegue enxergar uma situação positiva e parece haver dificuldade em tudo. Então, evite frases como essas.

 

2. Evite “dar um tranco”

Não adianta pressionar ou tentar fazer com que o outro reaja diante de trancos. O importante é oferecer apoio, pois do contrário só fará com que a pessoa se sinta desvalorizada.

Dizer coisas como “Você precisa enfrentar” ou “Você vai superar” podem servir como um reforço negativo, fazendo com que a pessoa se sinta ainda mais fraca, o que pode piorar a autoestima que já está abalada pela ansiedade.

 

3. Escute mais

Ouvir mais do que falar é a melhor alternativa para ajudar a pessoa em um momento de ansiedade. Tente não fazer julgamentos para não desmotivar o desabafo.

Porém, respeite o tempo de cada um e evite forçar o diálogo, já que isso pode causar mais ansiedade. 

 

4. Demonstre preocupação de verdade

Independentemente da proporção da crise, mantenha um diálogo afetuoso.  Uma crise dura, em média, 25 minutos, portanto, continue ao lado da pessoa.

Demonstre empatia, contudo, evite preocupação em excesso, já que isso aumenta a ansiedade. Não transforme o episódio em uma catástrofe, aja de maneira tranquila e natural.

 

Artigos Relacionados

 

5. Distraia a pessoa com boas lembranças 

Tente desviar a atenção da pessoa em crise com assuntos aleatórios, coisas boas que já foram vivenciadas ou que estão planejadas, tais como uma viagem.

Porém, faça isso com cuidado para não parecer que o momento de ansiedade não tem importância. Apenas tente desviar o foco com sensibilidade, assim é possível observar se a estratégia deve ser interrompida ou não. 

A pessoa que sofre de ansiedade irá demonstrar se está receptiva. Caso contrário, pare de tentar distraí-la.

 

6. Chame-o para dar uma caminhada

O ansioso pode não ter disposição para fazer algum tipo de atividade mais divertida ou prazerosa, porém, vale a pena oferecer alternativas como fazer uma caminhada ou dar uma volta, para respirar novos ares.

Mas, não seja insistente, a pessoa deve se sentir livre para aceitar ou não. Caso não aceite, diga: “podemos fazer algo juntos quando você melhorar”. Assim, você demonstra acolhimento e apoio, afastando a sensação de solidão vivenciada pela pessoa ansiosa.

 

7. Não ofereça bebida

Ainda que o álcool pareça relaxante, não é a melhor alternativa. Pois, sempre que a crise de ansiedade surgir, a bebida pode ser associada como uma forma de alívio. Então, evite criar maus hábitos que além de não ajudar, podem mascarar um sintoma.

 

8. Elimine expectativas 

Não faça suspense. Quem convive com uma pessoa ansiosa deve ser objetiva e eliminar expectativas.

Não diga coisas que podem desencadear crises e nem mesmo se atrase ou demore para responder mensagens, pois isso pode aumentar o estado de ansiedade.

 

9. Saiba identificar uma crise de ansiedade

Reconhecer uma crise de ansiedade é importante para prestar apoio e não ignorar o momento.

Um dos primeiros sinais pode ser a agitação física: balançar pernas e braços, caminhar de um lado para o outro, parecer ofegante, apresentar tremor ou suor em excesso.

Indícios também podem ser observados pela forma como a pessoa fala, isto é, se sua fala é sempre pessimista ou prevê algo ruim frequentemente. Quando notar esses sinais, dê maior atenção e ofereça apoio.

 

Receba notícias em seu e-mail todo mês

 

10. Dicas simples para lidar com a ansiedade

Se quiser prestar apoio, dê sugestões efetivas e práticas. Uma dica é sugerir alternativas para melhorar o planejamento e ajudar a pessoa ansiosa a ter uma rotina mais controlada. Uma planilha detalhada, com horários e compromissos que evitam situações que fujam do controle, pode tornar o ansioso mais seguro, por exemplo.

Como a ansiedade causa agitação e também afeta o sono, o ideal é sugerir que a pessoa deixe uma caneta e papel ao lado da cama para anotar algo que lembrar e julgar importante para o próximo dia. Assim é possível dividir a responsabilidade e afastar pensamentos que atrapalham o sono.

 

A Clínica Marcelo Parazzi

Além de se fundamentar na Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) e oferecer todo o tratamento tradicional por meio de psiquiatras, psicólogos e psicanalistas para tratar a ansiedade e outros transtornos, a Clínica Marcelo Parazzi também dispõe de Terapia Holística, que desenvolve estratégias terapêuticas como Reiki, Yoga, Meditação, Constelação Familiar e Mindfulness (Consciência plena), para auxiliar no alcance de melhores resultados nos tratamentos dos pacientes, que são, comprovadamente, grandes aliados na recuperação desses indivíduos.

 

Agende sua primeira consulta. Ela é gratuita e pode ser realizada via skype.

 

Quer mais dicas para ajudar a pessoa em uma crise de ansiedade, ou ficou com alguma dúvida em relação ao assunto? Entre em contato conosco. Nós podemos ajudar!