fbpx

Como se livrar do vício em apostas online

Início > Blog > Como se livrar do vício em apostas online

Como se livrar do vício em apostas online

O vício em jogos de azar, especialmente em apostas online, é um problema crescente em muitas partes do mundo.

O fácil acesso à internet e a proliferação de plataformas desses jogos tornaram mais conveniente do que nunca para as pessoas se envolverem nesse tipo de comportamento compulsivo.

No entanto, reconhecer e lidar com o vício é essencial para proteger a saúde mental e financeira dos indivíduos afetados.

Nesse sentido, algumas perguntas pairam no ar, a respeito do que acontece no cérebro que faz alguém se viciar em jogos, como funciona o cérebro em relação às apostas, e o mais importante: se é possível se libertar dessa compulsão destrutiva e como se livrar do vício em apostas.

 

Razões que nos leva a ficar viciados em jogos de azar

Antes de saber como se livrar do vício em apostas, é essencial entender os motivos que levam ao vício.

As razões que um jogador apresenta para jogar são praticamente incontáveis. Seja para aplacar a solidão, ou uma tentativa de multiplicar o dinheiro para suprir uma necessidade financeira, ou ainda por conta de vícios prévios agregados – como por exemplo, álcool, tabagismo e outras drogas.

A base de tudo é sempre a mesma: o combate ao nervosismo e a busca pela sensação crescente de prazer.

Mas o que, de início, muitas vezes soa como um bom motivo para jogar, acaba se tornando um problema grave, em que o cérebro sofre um verdadeiro desequilíbrio, capaz de descontrolar a vida, as ações e a rotina de qualquer um.

 

Artigos Relacionados

 

 

Vício em apostas online e seus efeitos no cérebro

O vício em jogos de azar é muitas vezes comparado à dependência química, como drogas e álcool, devido aos efeitos semelhantes que gera no cérebro.

Quando uma pessoa arrisca, especialmente em jogos de azar de alta velocidade, como caça-níqueis ou aposta esportiva online, o cérebro libera neurotransmissores como dopamina, que estão associados ao prazer e à recompensa.

Essa sensação de prazer reforça o comportamento de jogo, levando a um ciclo vicioso de busca por mais apostas para alcançar a mesma sensação de euforia.

Além disso, um estudo realizado na Universidade de Cambridge, no Reino Unido mostrou que pessoas com vícios em jogos de azar podem apresentar diferenças na estrutura e função do cérebro, especialmente em áreas relacionadas ao controle de impulsos e tomada de decisões.

Isso pode torná-las mais propensas a agir de maneira impulsiva e tomar decisões arriscadas, mesmo quando estão cientes das consequências negativas.

 

O cérebro do jogador de sites de apostas

Várias regiões do cérebro podem ser associadas ao vício em apostas e jogos de azar, entre elas o córtex pré-frontal (cuja função está ligada à memória, controle emocional e tomadas de decisão), o córtex frontal orbital (que controla as respostas às emoções) e a ínsula (que controla o sistema nervoso autônomo).

Os sites e aplicativos oferecem uma infinidade de opções de jogos que caracterizam um verdadeiro bombardeio de estímulos a essas regiões do cérebro, e esse excesso de estímulo ativa os neurotransmissores de recompensa (como a dopamina, responsável pela sensação de euforia, por exemplo) e gera uma compulsão nos mesmos moldes e intensidades da dependência química.

No caso específico dos jogadores de sites de apostas online, há uma dinâmica única em jogo. A conveniência e o anonimato oferecidos pelos sites de apostas online tornam ainda mais fácil para os indivíduos se envolverem em comportamentos do transtorno de jogo compulsivo.

Além disso, muitos sites de apostas online utilizam táticas de design que são projetadas para manter os jogadores engajados e incentivá-los a continuar jogando.

Por exemplo, elementos como cores vibrantes, sons estimulantes e recompensas intermitentes podem ativar o sistema de recompensa do cérebro de forma ainda mais intensa do que os cassinos físicos.

Além disso, a disponibilidade constante desses sites, 24 horas por dia, sete dias por semana, significa que os jogadores podem facilmente sucumbir à tentação de fazer uma aposta a qualquer momento, mesmo quando estão em casa ou no trabalho.

 

Então como se livrar do vício em apostas online?

Embora seja difícil, não é impossível se livrar do vício em apostas online. O primeiro passo é reconhecer que se tem um problema e estar disposto a buscar ajuda.

Distúrbios como esses vêm sendo cada vez mais facilmente reconhecidos como transtornos mentais, e os métodos de diagnóstico têm evoluído bastante nos últimos anos.

Existem várias estratégias e recursos disponíveis para ajudar os indivíduos a superarem o vício em jogos de azar, incluindo terapia Cognitivo-Comportamental, grupos de apoio, e programas de tratamento especializados.

 

Terapia Cognitivo-Comportamental

A Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) é uma abordagem bastante comum para tratar o vício em jogos de azar, pois ajuda os indivíduos a identificarem e modificarem padrões de pensamentos e comportamentos disfuncionais associados ao jogo compulsivo.

Isso pode incluir aprender a reconhecer e lidar com gatilhos emocionais que levam ao jogo, desenvolver habilidades de enfrentamento saudáveis e aprender a gerenciar o dinheiro de forma responsável.

 

Grupos de apoio

Além disso, participar de grupos de apoio, como Jogadores Anônimos (JA), pode fornecer um senso de comunidade e apoio emocional para aqueles que estão lutando contra o vício em jogos de azar.

O compartilhamento de experiências e estratégias de enfrentamento com outras pessoas que passam por desafios semelhantes pode ser incrivelmente valioso durante o processo de recuperação.

 

Dicas para evitar o jogo e sites de apostas

Tão importante quanto ter conhecimento sobre como se livrar do vício em apostas é saber como evitar o jogo.

Além de se preservar de ver o jogo como uma solução para problemas financeiros e buscar ajuda profissional, existem algumas medidas que os indivíduos podem tomar para evitar recaídas e reduzir a tentação de jogar:

 

1. Limitar o acesso 

Bloquear o acesso a sites de apostas online e aplicativos de jogos de azar pode ajudar a reduzir a tentação de jogar impulsivamente.

Existem várias ferramentas e softwares disponíveis que permitem bloquear sites de apostas em dispositivos eletrônicos.

 

2. Estabelecer limites financeiros

Criar um orçamento claro e definir limites para o dinheiro gasto em jogos de azar pode ajudar a evitar gastos excessivos e consequências financeiras negativas.

Entretanto, essa é uma dica que não servirá para todas as pessoas, pois há as que definitivamente não conseguirão estabelecer limites. Nesses casos a pessoa precisará da ausência total dos jogos de azar e sua vida. 

 

3. Encontrar hobbies alternativos

Buscar atividades saudáveis e gratificantes para ocupar o tempo livre pode ajudar a preencher o vazio deixado pelo jogo compulsivo.

Isso pode incluir exercícios físicos, hobbies criativos, ou atividades sociais com amigos e familiares.

 

4. Buscar apoio emocional 

Manter-se conectado com familiares e amigos de confiança pode fornecer um sistema de apoio crucial durante o processo de recuperação.

Ter alguém com quem conversar sobre os desafios e sucessos pode ajudar a manter a motivação e o foco na recuperação.

 

É possível superar esse vício

O vício em jogos de azar, especialmente em apostas online, pode ter consequências devastadoras para a saúde mental, financeira e emocional dos indivíduos afetados. 

No entanto, é possível superar esse vício com o apoio adequado e o compromisso de mudar.

Reconhecer o problema, buscar ajuda profissional e implementar estratégias de prevenção de recaídas são passos essenciais no caminho para a recuperação.

Se alguém que você conhece está lutando contra esse tipo de vício, lembre-o de que ele não está sozinho e que há recursos disponíveis para ajudar a retomar o controle de sua vida.

 

Quer conversar sobre o assunto? Agende uma consulta!

 

Clínica Marcelo Parazzi

Se você ou algum familiar não sabe como se livrar do vício em apostas, a nossa clínica pode ajudar.

Nossa abordagem combina Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC), por meio de tratamentos tradicionais com psiquiatras, psicólogos e psicanalistas, e terapias complementares que comprovadamente auxiliam nos resultados do tratamento.

Oferecemos Terapia à Distância para pessoas que residem fora do país. Agende sua avaliação e dê o primeiro passo para a recuperação.

ARTIGOS RELACIONADOS

O que é depressão

Conhecida atualmente como o “mal do século XXI”, a depressão é uma das condições de saúde mental mais comuns e debilitantes do mundo, e […]

Continuar Lendo

Crise de ansiedade: 5 dicas para controlar um desequilíbrio súbito

As crises de ansiedade já podem ser consideradas um dos maiores males da atualidade.  Hoje em dia, tornou-se praticamente impossível não pertencer a essas […]

Continuar Lendo